Teste MQ – O MQ (Método Quantum) é um teste comportamental desenvolvido há dez anos pela pesquisadora brasileira Claudia Riecken. Para o projeto, a profissional se inspirou em pesquisas americanas sobre neurologia comportamental e engenharia do comportamento humano, cuja função primordial é o mapeamento do comportamento de indivíduos.

O teste se baseia na idéia de William Moulton Marston, psicólogo norte-americano, sobre emoções primárias. Ele uniu suas experiências obtidas com o estudo de sintomas físicos a emoções para esclarecer os padrões inerentes às emoções normais, biologicamente eficientes, que estão por trás do comportamento. Essas emoções serão identificadas e medidas, atuando como identificadores da tendência comportamental no Método Quantum.

O MQ possui quatro indicadores chamados de fatores puros (A, C, E, R) e, por meio deles, o comportamento do individuo é avaliado em três situações:

Self – como o indivíduo age e reage naturalmente no meio.
• Contexto profissional – como o indivíduo reage em função da expectativa do meio sobre ele.
• Interação – como o indivíduo desenvolve mecanismos para lidar com a demanda do meio, buscando adequação.

A atribuição de valores para cada fator é uma demarcação em relação a uma linha média de respostas da população brasileira ao teste MQ. Estes valores indicam características comportamentais diferentes e não conferem juízo de valor.

Após anos de pesquisa, a pesquisadora Claudia Riecken agrega ao teste o mapeamento de atitudes como decisão (capacidade para correr risco ou efetuar a manutenção) e orientação (foco do indivíduo no resultado ou em pessoas).

Pode-se dizer que, atualmente, o MQ é uma ferramenta que permite às pessoas reconhecerem seu comportamento e suas atitudes no cotidiano profissional e pessoal.

Identificadores do Método Quantum:

1. Predominância – Fator Ação (A) – Resposta a desafios e estilo para resolver problemas.
2. Indução – Fator Comunicação (C) – Estilo de persuasão.
3. Submissão – Fator Estabilidade (E) – Ritmo e nível de concordância espontânea com os fatos e com a natureza das coisas.
4. Conformidade – Fatores Referenciais e Regras (R) – Resposta às regras externas, modo de imprimir um estilo a obediência de padrões e referenciais.